5.12.12

A corrida e os números [ou como odiei meu relógio!]


A planilha indicava 12km em ritmo moderado. Na minha cabeça era mais um daqueles treinos na esteira. Já tinha pensado em levar uma toalha para cobrir o painel e esconder aqueles números que me aprisionam e me entediam. Quando não vejo o tempo passar - minuto por minuto - parece que ele passa mais rápido. 

Enquanto me arrumava reparei o céu nublado e pensei que o tempo estava bom para correr na rua. Não seria sofrível. Como o calor deu uma aliviada, nem levei hidratação comigo, só o dinheiro da água no quiosque. Além do relógio e o ipod, fiéis companheiros das corridas solitárias. 

O mais difícil pra mim nos treinos moderados é manter um ritmo constante, geralmente fico oscilando entre devagar e rápido menos devagar. E quando corro sozinha fica mais difícil ainda. Por isso fiquei muito feliz quando notei uma certa regularidade no meu pace nos primeiros quilômetros. 

Tava tudo perfeito até eu pausar o GPS para conversar com uma amiga que ainda ia começar o treino. O relógio marcava 8,01km e permaneceu assim quando voltei a correr. O cronômetro marcava normalmente, mas o pace e a quilometragem nada. Que raiva! Pensei em encerrar o treino ali, antes mesmo de completar 10km.

Mas eu não ia continuar correndo porque? Eu tava me sentindo ótima e correria mais 4 km sem problemas. Só porque no final não saberia quantos km eu de fato corri e tampouco o pace médio? Sim, só por isso mesmo. Acho que corri 11,5km. Ai ai, esses números que me aprisionam. 


Nike GPS EPIC FAIL