19.6.11

tartaruga tem joelho?

La Fontaine, me abrace forte!
Nessa semana me apeguei à fábula dA Lebre e a tartaruga e adotei o mantra do "devagar se vai ao longe". Eu que já não sou nem uma lebre, agora sou uma tartaruga com o joelho lascado. Minha mãe bem que me disse que eu não tinha mais idade para ganhar bicicleta de aniversário e que eu precisava mesmo era de um notebook novo. Mas não dei ouvidos e há duas semanas vou toda serelepe pedalando pra todo lugar. Dizem que praga de mãe nunca falha, mas me recuso a acreditar que aquela pessoa santa tenha alguma coisa a ver com a dor no joelho que senti enquanto fazia tiros de 800 metros. Eu prefiro crer que a culpa seja mesmo da idade, ou como disse minha cunhada é o DNA - data de nascimento antiga. Depois de suportar tanto salto alto, kung fu, boxe, sobrepeso e sem falar nas brincadeiras de criança e outras atividades escusas, meu pobre joelho não aguentou a emoção de pedalar e correr às vésperas de se tornar balzaquiano.

Logo que senti a dor no joelho veio a dúvida sobre o que fazer: ir ao médico? desistir da bike? tomar remédio? chamar mamãe pra uma DR? Do fundo do meu coração e de mais um punhado de músculos, eu sei que o que eu deveria mesmo fazer é começar a malhar! Tipo, PRA ONTEM. Talvez não seja a solução das minhas dores, mas algo (milhares de sites e revistas e médicos) me diz que a musculação irá fortalecer a musculatura dos membros inferiores e diminuirá o risco de lesões pela corrida. Ok, você venceu: um plano semestral de academia, por favor! 

Mas é recomendável começar a malhar com dor, doutor? O certo seria marcar uma consulta com o ortopedista para tirar essa e outras dúvidas, mas pra que fazer o certo se você pode comprar uma joelheira na farmácia e fazer uma escova progressiva que te impede de correr porque você tem que passar três dias sem lavar o cabelo? Após uma boa dose de repouso forçado, sábado já estava de cabelos limpos e sedosos, com quase nenhuma dor no joelho, pronta para o "longuinho" de domingo. Com o pouco de sanidade que me resta, decidi correr só 8km no passinho da tartaruga manca. Terminei o treino sem dor e satisfeita por ter tido auto-controle e não ter forçado meu joelhinho.

O mantra de amanhã vai ser: DEVAGAR SE VAI PRA ACADEMIA. Deus me dê coragem!!!!