15.3.09

old school

Dizer que eu era uma daquelas meninas que adorava brincar de casinha pode parecer não dizer nada - afinal, toda menina brinca de casinha, né? Mas eu era aquela que não assistia os desenhos animados e que hoje em dia fica boiando nas rodinhas quando o assunto é pica-pau, caverna do dragão, jaspion...E alguém pergunta: Cê não teve infância? Sim, enquanto vocês iniciavam suas vidas de sedentários sentados num sofá jogando video game, eu estava fazendo casinhas com cabos de vassouras, barbante e palhas secas; e nem adianta dizer que era coisa de arquiteta....porque eu também fazia suco esmagando uma mistura de água com flores e molhava a terra pra fazer bolo de chocolate... era brincando de ser gente grande que eu curtia a minha infância.

Depois que cresci e consegui construir uma casinha mais sólida do que aquelas cobertas de palha, de vez em quando acho a casa meio vazia e invento de trazer uns bonequinhos pra completar a brincadeira. Não era assim antigamente? As panelinhas, a boneca e o boneco, uma família feliz? Saio de casa e vou em busca de um bonequinho bonito nas vitrines - abro a porta e apresento os cômodos do nosso novo lar, o lugar em que vamos passar o resto das horas que dura um "viveram felizes para sempre".

As vezes eu achava que era a hora de dar banho nas bonecas. Um ritual que incluia balde, shampoo e condicionador. Depois, uma boa toalha quentinha e uma roupa limpinha. As vezes eles também acham. O ritual é mais complexo. E quando seus pés são lavados você só tem duas alternativas: ou você se sente um discípulo de Cristo ou você se apaixona. Eu não sou católica.