27.9.11

correndo no inferno


A cada quilômetro percorrido nos últimos dias, admiro mais ainda as pessoas que participam da ultramaratona Badwater. Pra quem não conhece, a Badwater é considerada a corrida mais difícil do mundo: são 217 km em uma temperatura geralmente acima de 49 graus [inclusive na sombra!]. Não há dúvidas de que qualquer ultramaratona seja um desafio para poucos, mas a temperatura enfrentada na Badwater, desconfio eu, a torna uma prova restrita para os loucos. É bem assim que tenho me sentido quando saio para correr nas ruas de Teresina.... uma LOUCA.

A temperatura ainda não está tão alta - dizem que em Outubro piora! - mas em alguns dias já passou dos 40ºC. E eu não estou me referindo aqui ao horário de meio-dia! Estou falando de 6 horas da tarde, horário em que eu corro, quando o sol está se pondo e teoricamente a temperatura é mais amena. Como não consigo acordar de madrugada para correr, a única opção é encarar o calor e se adaptar.

A primeira regra é "Quanto menos roupa, melhor!". Abandonei as leggings, bermudas e blusas de manga. Só estou usando os shorts menores e mais soltinhos e regatas fresquinhas. De preferência, tecidos mais leve possíveis e termodinâmicos (tipo dryfit). Só não corro só de short e top porque o bucho não deixa, mas a vontade é grande.

A segunda estratégia para enfrentar o calor é óbvia: ÁGUA, MUITA ÁGUA. Eu não sou fã de correr carregando água, mas nesse período é necessidade básica. A boca e a garganta ressecam e até respirar fica difícil. A dica é encher a sua garrafinha(s) no dia anterior e colocar no congelador - logo no primeiro km o gelo começa a derreter e até alguns poucos km depois você ainda vai conseguir tomar uma água geladinha.

Pior do que o calor, só mesmo ficar sem correr!!

ps. Alguém tem mais alguma dica "quente" aí?